Como deve ser a dieta para lutadores e praticantes de artes marciais?

Como deve ser a dieta para lutadores e praticantes de artes marciais?

As lutas e artes marciais caíram no gosto dos brasileiros há muitos anos. Apesar de ser um país com lutas próprias e uma grande tradição no judô e no jiu-jitsu, foi a partir do surgimento de eventos voltadas para lutas entre vários estilos que o Brasil começou a apreciar de verdade este esporte. Nas primeiras "febres" do MMA (anteriormente conhecido como vale tudo), surgiram diversas academias para as modalidades e para a formação de novos profissionais do esporte. 

Porém, como sabemos, as artes marciais dependem de um regime alimentar estrito, visando o aumento da força e a manutenção do peso da categoria. Então como deve ser a dieta de um lutador ou praticante de artes marciais? 

É uma pergunta com diversas respostas e que variam ao longo da temporada em que o atleta está. Por exemplo, durante o início dos preparativos, a dieta pode ser mais livre e visando a hipertrofia, enquanto próxima ao combate, ela precisa ser restritiva para o atleta "secar".   

E para quem é amador ou não visa se tornar profissional? A dieta precisa garantir energia e força, sem aumentar o peso demais e prejudicar os treinos. 

Neste texto, vamos explicar um pouco mais sobre como a nutrição pode ajudar os lutadores e como a alimentação tem papel fundamental na vida de quem pratica artes marciais. 

 

Como deve ser a dieta para profissionais do MMA? 

Os profissionais das artes marciais, assim como os fisiculturistas, precisam entender muito bem como o seu corpo funciona, além do papel da nutrição, do repouso e do treino em suas vidas. É essa sabedoria que pode fazer a diferença na hora da competição e da vitória. 

Um profissional de MMA deve contar com apoio nutricional sempre que possível, otimizando o planejamento alimentar para construir o maior número de músculos sem ultrapassar a categoria e sofrer na hora de bater o peso. Esse planejamento alimentar deve considerar os diferentes momentos da preparação para a luta como: 

Início dos preparativos 

A dieta deve ter um superávit calórico para a hipertrofia e para que os treinamentos rendam o máximo possível, sem que isso signifique um grande aumento do percentual de gordura. Por isso, alimentações saudáveis e hipercalóricas são fundamentais, especialmente após os treinos mais pesados. De outra forma, antes do treino, a alimentação não deve ser tão pesada para evitar que o atleta passe mal durante a prática. Nesse caso, as suplementações e os shakes são ótimas formas de manter a alimentação em dia! 

Fim da preparação 

O aporte calórico começa a ser reduzido e, nesta hora, incluem-se alimentos que favorecem o emagrecimento saudável sem deixar o atleta com fome ou fazê-lo queimar muito os músculos. Alimentos com uma boa quantidade de fibras, como as massas feita com o tubérculo Konjac, podem manter a saciedade por mais tempo e auxiliar na saúde do sistema digestivo. 

Antes da luta 

Neste momento, caso o peso esteja longe de ser batido, a alimentação vai ser o mais restritiva possível, assim como os treinos vão ter seu ritmo reduzido a um nível que não cause enfraquecimento ou lesões. O aporte nutricional de fibras continua sendo uma boa ideia, assim como alimentos com zero sódio para evitar a retenção de água. 

Após a luta 

A alimentação deve ser parecida com a alimentação para o início dos preparativos. Ou seja, deve trazer grande quantidade de nutrientes para a recuperação das possíveis lesões e fortalecimento do corpo. Alimentos ricos em antioxidantes e que auxiliem o combate aos radicais livres são fundamentais. 

Como deve ser a dieta para praticantes de artes marciais amadores? 

Mesmo que uma pessoa não deseje competir ou lutar de forma profissional, sua alimentação é muito importante. Afinal, treinos de luta costumam ser extremamente desgastantes e contar com preparações físicas muito puxadas para aguentar o ritmo da luta. Também não é raro que amadores dividam o espaço com profissionais do mundo das lutas. 

Por isso, quem procura uma dieta para emagrecer ou uma dieta para ganhar músculos enquanto pratica artes marciais deve ficar atento aos seguintes fatores: 

  • Se alimentar de forma leve antes dos treinos, com carboidratos e proteínas; 
  • Fazer uma boa refeição após os treinos, incluindo carboidratos, proteínas, aminoácidos e fibras solúveis para a melhor nutrição e saciedade; 
  • Se preocupar com os micronutrientes e garanti-los por meio da alimentação e, em alguns casos, nutrição; 
  • Fazer refeições frequentes para manter a saciedade e o corpo com energia; 
  • Hidratar-se regularmente; 
  • Repousar o corpo quando necessário. 

Konjac: ideal para quem pratica MMA e artes marciais 

O tubérculo asiático Konjac, como mencionamos, é uma excelente fonte de fibras solúveis, nutriente que auxilia a saúde intestinal e tem efeitos benéficos para a microbiota presente no trato digestivo. Mas os alimentos produzidos com esta raiz vão bem além de um cuidado a mais com a saúde do intestino! 

As massas feitas com o Konjac não possuem carboidratos e possuem apenas 9 kcal a cada 100 gramas, um auxílio enorme para quem precisa perder peso sem deixar de lado a saciedade, como os lutadores na fase final de suas preparações. Seja na forma de shakes ou em uma refeição sólida, o Konjac se transforma em um gel no intestino que controla a absorção de glicose e reduz o aparecimento da fome. 

E isso tudo sendo um alimento zero sódio, fundamental para evitar o acúmulo de água no corpo. Quer saber mais sobre os benefícios do Konjac? Clique aqui 

Conheça o Blog da Konjac 

Pensando em trazer mais dicas para todos os públicos que buscam a alimentação saudável, a Konjac Massa MF traz um blog recheado de informações sobre saúde, nutrição, exercício físico e dicas saudáveis para você e para a sua família. 

Quer saber mais dicas sobre alimentação? 

Acesse agora mesmo o blog da Konjac. 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente