Como evitar o refluxo

Como evitar o refluxo

Quem sofre com refluxo sabe que os sintomas são bastante desconfortáveis, não é mesmo? 

A doença do refluxo gastroesofágico, mais conhecida simplesmente como refluxo, é uma condição bastante comum. Para você ter uma ideia, segundo dados do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD), o refluxo acomete cerca de 25,2 milhões de brasileiros, o equivalente a 12% da população. 

O diagnóstico da doença requer consulta com um especialista da área. O profissional irá analisar os sintomas e realizar exames como a endoscopia, por exemplo, para identificar o problema. 

A boa notícia é que os sintomas podem ser controlados e, até mesmo, evitados com a adoção de alguns hábitos, que previnem a ocorrência do refluxo. 

Se, mesmo após nossas dicas o refluxo não passar, não hesite em consultar um médico especializado para fazer o tratamento mais adequado para o seu caso. Nada de automedicação. 

Neste artigo você irá conferir dicas importantes para evitar o refluxo. Continue lendo. 

Leia também: Dicas para prevenir o câncer.  

O que é e como acontece o refluxo? 

O refluxo é um transtorno digestivo em que os ácidos presentes dentro do estômago voltam pelo esôfago, ao invés de seguir o fluxo normal da digestão. Isso ocorre especialmente após as refeições. 

Não existe uma única causa para o refluxo, mas sim diversos fatores que podem dificultar o funcionamento da válvula esofagiana, o que resulta em refluxo. Especialistas da área dizem que o estilo de vida da pessoa influencia muito no surgimento desse defeito, apesar de que o próprio avanço da idade também pareça estar envolvido. 

Quando não tratado, o refluxo pode causar outros problemas mais sérios. A esofagite, por exemplo, é uma inflamação no esôfago causada, entre outros fatores, pelo retorno do ácido gástrico. Outras condições podem surgir como o estreitamento do esôfago, úlcera ou alterações pré-cancerosas. 

Sintomas do refluxo 

Os sintomas de refluxo são bem incômodos e, por conta disso, é fundamental consultar um gastroenterologista para que possa ser feita uma avaliação e indicado o tratamento mais adequado. Geralmente, o tratamento inclui o uso de medicamentos que diminuem a produção de ácido pelo estômago e ajudam a aliviar os sintomas. 

Confira os principais sintomas do refluxo: 

  • Azia; 
  • Dor ou queimação no peito; 
  • Vômitos; 
  • Rouquidão matinal; 
  • Dificuldade para engolir; 
  • Mau hálito; 
  • Tosse seca; 
  • Soluços; 
  • Inflamação do esôfago. 

Dicas para evitar o refluxo 

A principal dica para evitar o refluxo é através de novos hábitos alimentares. Mas, em determinados casos o médico pode recomendar o uso de remédios ou, quando os medicamentos não conseguem aliviar os sintomas do refluxo, o médico pode recomendar a realização de uma cirurgia. 

Além disso, o excesso de estresse também é um dos fatores de risco para o refluxo. Isso acontece porque, em momentos de tensão, o organismo libera hormônios que podem aumentar a secreção de suco gástrico. Para contornar esse problema, praticar ioga e meditação ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade. 

Evite o consumo de alimentos de difícil digestão 

A falta de acidez estomacal é um dos problemas que causam refluxo. Para manter os níveis adequados de acidez estomacal, você deve evitar consumir bebidas com álcool, gás e cafeína, doces, molhos picantes e temperos prontos, alimentos processados e outros alimentos que podem provocar refluxo no seu caso. 

Prefira frutas com pouca acidez, vegetais frescos, carnes com baixo teor de gordura, como o frango ou peru sem pele, assim como peixes brancos e os ovos. Os produtos lácteos e seus derivados devem ser desnatados, sendo recomendado os queijos brancos. 

Além disso, evite comer muito perto da hora de dormir, evite beber líquido durante as refeições, mastigue bem os alimentos e faça suas refeições em um lugar tranquilo. 

Adote alguns cuidados antes de dormir 

Nunca durma imediatamente após a última refeição. Para evitar o refluxo ao longo da noite, eleve a cama em 20 ou 25 cm, na cabeceira, para que a cabeça fique um pouco mais alta que o corpo. 

Mantenha o peso equilibrado 

O sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para o desenvolvimento do refluxo. Portanto, alimente-se bem e pratique exercícios regularmente para manter o peso ideal. 

Fique de olho nos medicamentos 

Alguns medicamentos, como broncodilatadores e antidepressivos, podem ocasionar o refluxo. Se você utiliza algum desses remédios, fale com seu médico sobre a possibilidade de substituir o medicamento. 

Consuma mais fibras 

Sabia que aumentar o consumo de fibras pode fazer uma grande diferença quando o assunto é evitar o refluxo? Alimentos ricos em fibras ajudam na digestão e podem amenizar os sintomas de azia e ânsia. 

Para evitar o refluxo, vai de Konjac. 

Konjac é uma linha de massas e arroz de origem vegetal feitas a partir do tubérculo de mesmo nome. 100g de Konjac tem apenas 9 calorias, 0g de carboidrato, sódio e glúten, 4g de fibra solúvel glucomannan. 

Além de possibilitar inúmeras opções de receitas saborosas, através de seus 10 tipos de cortes, consumir Konjac faz muito bem para sua saúde e traz mais saciedade para seu dia a dia.  

Por ser composto, em grande parte, de fibras solúveis, Konjac é uma ótima opção para evitar o refluxo. 

Clique aqui e saiba mais sobre nossos produtos!  

Aproveita que tem desconto de 10% na primeira compra: é só digitar PRIMEIRACOMPRA no campo de “Cupom de desconto” na hora do pagamento. 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente