Por que é importante ler o rótulo dos alimentos

Por que é importante ler o rótulo dos alimentos

Como saber o que você está ingerindo? Lendo o rótulo dos alimentos! 

Neste artigo você irá entender a importância de ler o rótulo dos alimentos, o que significam os componentes da tabela nutricional e como fazer boas escolhas desde o momento da compra no supermercado. Continue lendo.

Os produtos industrializados facilitam o dia a dia de muita gente, e, hoje em dia, é difícil pensar em ir ao supermercado sem adquirir pelo menos um alimento assim. Porém, é preciso ficar de olho no rótulo dos alimentos, que muitas vezes podem esconder ingredientes que fazem mal à saúde. 

Como os rótulos podem ajudar na busca por uma alimentação saudável? 

O rótulo de um alimento nada mais é do que a forma de comunicação entre o produto e o consumidor. Por isso, entender a composição dos alimentos que consumimos é um passo importante para uma alimentação leve e saudável. É no rótulo que estão descritos os ingredientes, data de validade e informação nutricional de certo alimento. 

As informações presentes nos rótulos dos produtos podem nortear o consumidor sobre se as substâncias contidas naquele determinado alimento podem ou não ser consumidas. Um bom exemplo é o glúten, que não pode ser consumido por quem possui a doença celíaca. Se você possui algum tipo de alergia alimentar, conhecer a composição daquilo que come é essencial. 

 

Leia também: O que é a dieta Cetogênica? 

O que significam os componentes da tabela nutricional? 

  • Valor Energético: quantidade de energia produzida pelo corpo a partir do consumo de carboidratos, proteínas e gorduras. Pode ser informado em quilocalorias (kcal) e quilojoules (kj), sendo 1 kcal igual a 4,2 kj;
  • Carboidrato: principal fonte de energia para o corpo, principalmente para o cérebro. Encontrado principalmente em arroz, massas, pães, farinhas, bolos, biscoitos, açúcar, mel, batata, mandioca, doces, entre outros. Evite alimentos que possuam como primeiros ingredientes açúcar, sacarose, mel, melaço ou outras formas de açúcar (maltose, lactose, glucose, frutose, dextrose, xarope de açúcar invertido);
  • Proteína: usada para a constituição e manutenção dos órgãos, pele, cabelo, células, entre outros. Esse nutriente pode ser encontrado nos seguintes alimentos: carnes, ovos, leite e derivados (queijo, iogurte), e leguminosas (feijão, soja, lentilha, grão de bico);
  • Gorduras Totais: nutrientes que fornecem maior quantidade de energia e ajudam na absorção de vitaminas A, D, E e K. Alimentos ricos com esse nutriente (manteiga, margarina, sorvete, chocolate, frituras, óleo, entre outros) devem ser consumidos com moderação;
  • Gorduras Saturadas: são as gorduras contidas em alimentos de origem animal (carnes, queijos, leite integral, manteiga, entre outros). Consuma moderadamente, pois, em excesso, pode desenvolver aumento do colesterol e doenças do coração. Evite alimentos que contenham gorduras como um dos primeiros ingredientes (margarina, manteiga, creme vegetal, gordura hidrogenada, creme de leite, óleo);
  • Gordura Trans ou Ácido Graxo Trans: essa gordura está presente nos alimentos industrializados que utilizam gorduras vegetais hidrogenadas na sua preparação, como biscoitos, sorvetes, salgadinhos, entre outros. Esse tipo de gordura deve ser consumida com moderação, pois, em grande quantidade, pode aumentar muito o risco do desenvolvimento de doenças do coração. Além disso, pode aumentar no sangue as taxas de colesterol total e LDL (colesterol “ruim”) e reduzir o nível de HDL (colesterol “bom”). O ideal é consumir menos de 2 gramas por dia;
  • Fibra Alimentar: nutriente importante para melhorar o funcionamento do intestino, no controle da saciedade, do colesterol e da glicose. Encontrada em frutas, verduras, legumes e cereais integrais (arroz, massa, biscoito, bolo e farinha integral, aveia, granola);
  • Sódio: mineral presente no sal e alimentos industrializados, cujo consumo deve ser moderado, pois, em excesso, pode aumentar a pressão arterial e a retenção de líquidos no corpo. Evite produtos com mais de 4000 mg de sódio em 100g do alimento ou 7% do valor diário de referência (%VD); e alimentos nos quais os primeiros ingredientes do alimento são sal, cloreto de sódio, glutamato monossódico ou bicarbonato de sódio.

 

Confira abaixo um exemplo de tabela nutricional: 

Fonte: https://smartplanilhas.com.br/  

Aprendendo a ler o rótulo dos alimentos 

Confira algumas dicas importantes para ler o rótulo dos alimentos: 

  1. A lista de ingredientes vem em ordem decrescente. Ou seja, o primeiro ingrediente que aparece é aquele em maior quantidade no produto, e o último, é o que está em menor quantidade. Portanto, se você está buscando emagrecer e o primeiro ingrediente é açúcar, não será uma boa ideia adquirir esse item; 
  1. Preste atenção na tabela de informação nutricional. Cuide o valor calórico e a quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras (soma de insaturada, saturada e trans), fibra alimentar e sódio; 
  1. Uma porção é a quantia média do alimento que deve ser consumida a cada vez que ele é consumido para manter uma alimentação saudável. Portanto, ao abrir um pacote de bolacha, lembre-se que a porção se refere a 3 ou 4 unidades e não ao pacote inteiro. Já o %VD (Percentual de valor diário) é um número em percentual que mostra o quanto o produto apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta de 2000 calorias; 
  1. Cuidado com o açúcar escondido nos ingredientes. Termos como glicose, frutose, dextrose, açúcar invertido, xarope de milho, maltodextrina e maltose são algumas formas de encontrar o açúcar nos rótulos dos alimentos. 

Konjac é qualidade de vida e saúde física 

Você já conhece as massas Konjac MF? Nossa linha de massas e arroz conta com apenas 9 calorias em cada 100 gramas, 0g de carboidrato, 0g de sódio, 0 g de gordura, 0g de açúcar. 

Com alto teor de fibra solúvel glucomannan, existente apenas na raiz do konjac, Konjac é a solução ideal para as pessoas que buscam uma alimentação saudável e, ao mesmo tempo, também gostam de desfrutar de uma saborosa refeição a base de massas e seus derivados, sem os carboidratos e calorias adicionais presentes em uma massa tradicional.  

Consumir Konjac regularmente auxilia no processo de emagrecimento e mantém o nível de saciedade por muito mais tempo após as refeições. 

São 10 opções de cortes deliciosos para você criar os mais diversos pratos sem se preocupar com o excesso de carboidrato das refeições. 

Clique aqui e conheça já nossos produtos! 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente