Por que evitar a farinha de trigo branca?

Imagem banner Por que evitar a farinha de trigo branca? | Konjac Massas MF

A alimentação saudável é bem mais do que uma expressão para comer os melhores alimentos para o corpo. Ela também significa evitar ingerir comidas que não acrescentam em nada para o organismo como, por exemplo, alimentos refinados e industrializados. Eles podem ser encontrados em formas como açúcar branco, farinha branca e arroz branco, tradicionais na alimentação brasileira. 

Entretanto, com eles, também aparecem a pressão alta, o diabetes, o sobrepeso e a deficiência nutricional que afeta e enfraquece o corpo. Uma dieta balanceada deve evitar a ingestão desses alimentos e trocá-los por versões mais saudáveis. 

Nos próximos parágrafos, vamos descobrir por que evitar a farinha branca! 

 

Por que não comer alimentos refinados?

Os alimentos refinados, também conhecidos como alimentos brancos devido à sua coloração, são obtidos em processos industrializados, seja de forma mecânica ou química. Nestes processos, são retirados diversos componentes que agregam um maior valor nutricional, ficando apenas uma versão teoricamente mais pura do alimento, mas sem tantos benefícios para o corpo humano. 

Vamos entender isso com dois exemplos: 

Refino do Arroz Branco

O arroz passa por diversos processos após a sua colheita e antes de chegar ao consumidor. Ele é descascado e polido, perdendo fibras, vitaminas e minerais. Ou seja, ele é menos nutritivo e traz menos saciedade. Saiba mais aqui.

 

Refino da farinha de trigo

A farinha de trigo branca é produzida a partir de grãos de trigo que passaram pelo processo de refinamento. Neste processo, o grão perde a casca e o germe, o que causa também a perda de nutrientes e fibras. O que acaba sobrando após a moagem são apenas o glúten e o amido. 

Esses processos causam, como mencionamos acima, uma maior absorção de carboidratos, menos valor nutricional e também uma menor saciedade. Alimentos refinados também podem alterar a resposta do cérebro e fazer com que ele peça maiores quantidades, causando o sobrepeso e doenças. Leia aqui. 

Por isso, na hora de preparar as refeições, o ideal é preferir alimentos que contenham mais vitaminas e minerais como legumes, frutas, raízes e ervas. Dietas que não sejam veganas ou vegetarianas também podem colher os benefícios de incluir carne magras de peixes, aves e, ocasionalmente, bovinos e caprinos. 

Por que evitar a farinha branca?

Como ela não possui um bom valor nutricional, ela acaba não sendo a melhor escolha para a alimentação, sendo importante a sua substituição. Porém, mais do que a falta de micronutrientes, a farinha branca não é um alimento funcional e pode causar efeitos nocivos no corpo. E não adianta apenas evitá-la na sua forma pura, é preciso ler embalagens para ver se ela não está presente em pães e outras comidas. 

Existem pesquisas que relacionam o consumo de farinha branca com aumento de taxas do LDL, colesterol ruim, e aumento da gordura corporal. Além disso, o nível de triglicerídeos no sangue também crescer. 

O que a farinha branca pode causar no corpo: 

Obesidade

Muitas calorias, carboidratos e poucos micronutrientes e fibras: a farinha refinada não estimula a saciedade e leva à fome pouco tempo após a sua ingestão

Inflamação

Ingerir muita farinha refinada pode causar a flutuação dos níveis de açúcar no corpo, o que dificulta que ela seja usada para produzir energia. Com isso, podem aparecer processos inflamatórios articulares, cardiovasculares, entre outros.

Má digestão

O grão de trigo perde toda a sua parte externa durante o refino, perdendo também as fibras, fundamentais para a digestão. Por isso, comer muitos alimentos com farinha branca não ajuda no saciamento e ainda atrapalha a digestão, causando constipação, náuseas e diarréia. 

Leia mais sobre a importância dos alimentos ricos em fibras  

Depressão

Mais do que problemas físicos, a ingestão da farinha branca pode causar sintomas análogos à depressão e ansiedade. Possivelmente, isso acontece pela liberação de hormônios devido ao alto nivel de carboidratos. Em inglês, leia mais aqui https://magazine.columbia.edu/article/study-wheat-sensitivity-real 

Enfraquecimento dos ossos

Alimentos derivados de cereais, com a farinha de trigo, podem atrapalhar a absorção do cálcio pelos osso, enfraquecendo-os e também enfraquecendo o sistema imunológico.  

Além desses problemas, a farinha branca é um perigo real para portadores da doença celíaca ou de pessoas com sensibilidade ao glúten. O consumo não só de produtos contendo a farinha de trigo, mas qualquer alimento com glúten pode causar problemas abdominais e levar a riscos graves de saúde. 
 

Conheça as alternativas à farinha branca!

As farinhas são muito presentes na culinária do mundo todo. Não existe uma escapatória delas, porém é possível realizar a substituição de alguma delas por opções mais saudáveis. O ideal é sempre preferir alimentos com maior valor nutricional, os alimentos funcionais, e encaixá-los dentro das necessidades de uma dieta. 

Algumas opções para substituição são: 

  • Farinha de trigo integral; 
  • Farinha de Linhaça; 
  • Farinha de Quinoa; 
  • Farinha de Coco; 
  • Farinha de Aveia; 
  • Farinha de Arroz; 
  • Farinha de Sorgo. 

E no caso de produtos que levam farinha, como o macarrão, é sempre possível escolher alternativas que não contenham o alimento. As massas da Konjac MF são produzidas com o tubérculo Konjac, possuidor da fibra solúvel Glucomannan. Além de não possuir carboidratos ou gordura, a linha da Konjac Massa MF tem apenas 9 calorias por 100 gramas e é totalmente vegana. 

Acesse o nosso site para saber mais sobre. 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente