Conheça o jejum intermitente

Conheça o jejum intermitente

O jejum intermitente é uma prática muito antiga. Durante séculos, as pessoas limitaram temporariamente o consumo de alimentos por razões religiosas. Porém, nos últimos anos, este conceito ganhou mais força por seus efeitos sobre doenças e emagrecimento. Vamos descobrir o que é, como funciona e quais são os cuidados sobre o jejum intermitente? Continue lendo. 

O objetivo do jejum intermitente é intercalar períodos de jejum com períodos de alimentação. Assim, nosso organismo utiliza estoques de gordura. Nos períodos de jejum, é permitido consumir apenas água, chá e café (sem adição de açúcar). 

Porém, existem diversos tipos de jejum intermitente, e nesse artigo iremos explicar mais sobre cada um deles. 

Leia também: Conheça os alimentos não-alergênicos.  

Jejum intermitente emagrece? 

Sim, praticar o jejum intermitente emagrece. Quando ficamos em jejum por longos períodos, o corpo é obrigado a utilizar suas reservas como combustível para continuar funcionando. Dessa forma, haverá perda de peso. Mas isso varia de pessoa para pessoa. 

Conforme um estudo publicado em 2017 no Journal of the International Society of Sports Nutrition, o jejum intermitente e a dieta tradicional são igualmente eficazes para a perda de peso. 

Como funciona o jejum intermitente? 

O jejum intermitente consiste em jejuar entre 10 e 24 horas, que pode ser feito diariamente ou somente em alguns dias da semana. Conforme mencionado, durante o jejum é permitido consumir apenas água, chá e café. Nos períodos de alimentação, é importante priorizar o consumo de alimentos saudáveis e com poucos carboidratos, cereais integrais, leguminosas, proteínas magras e gorduras saudáveis. 

A prática do jejum não precisa ser praticada todos os dias para se obter resultados. Muitas pessoas optam por uma alimentação livre durante cinco dias e em dois dias realizam o semi-jejum, proposto por uma dieta baseada em 2 dias não consecutivos da semana. 

Benefícios do jejum intermitente 

De acordo com diversos estudos, os benefícios do jejum intermitente vão muito além do emagrecimento. Pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos, descobriram que de dois a cinco dias de jejum por mês podem reduzir os riscos de diabetes, câncer e doenças do coração. Conforme a pesquisa, o jejum diminui o nível de insulina e outros componentes relacionados ao câncer e a diabetes. 

Um artigo de 2017, publicado no periódico Annual Review of Nutrition, trata sobre a hipótese de que padrões alimentares que reduzem refeições podem regular o metabolismo e a microbiota do intestino, o que é benéfico para a saúde. 

Confira alguns benefícios de praticar o jejum intermitente com regularidade: 

  • Redução da gordura corporal; 
  • Risco reduzido de doenças cardíacas e câncer; 
  • Efeito protetor contra diminuição de funções cognitivas; 
  • Mais disposição e qualidade de vida; 
  • Diminuição do colesterol ruim (LDL); 
  • Controle da glicemia e insulina;  
  • Maior longevidade. 

Tipos de jejum intermitente 

Existem diversos protocolos de jejum intermitente, com mais ou menos horas de jejum. A partir disso, com a devida orientação de um profissional, você deve encontrar o que melhor se adeque ao seu corpo e à sua rotina. É essencial conversar a respeito com um especialista, como endocrinologista, nutrólogo ou nutricionista, para fazer exames específicos e saberá dizer o melhor protocolo para sua saúde. 

Confira alguns tipos de jejum intermitente: 

  • Jejum de 16 horas: nesse tipo de jejum, mais popular, a ideia é ficar entre 14 e 16 horas sem comer, incluindo o período do sono, e comer nas 8 horas restantes do dia; 
  • Jejum de 24 horas: consiste em um dia inteiro de jejum. Pode ser feito 2 ou 3 vezes por semana; 
  • Jejum de 36 horas: consiste em ficar 1 dia inteiro e mais metade do outro dia sem comer. Mais avançado, é importante que este tipo de jejum seja praticado por pessoas mais acostumadas com o jejum, e sempre sob orientação médica; 
  • Comer 5 dias e restringir 2 dias: significa comer por 5 dias da semana normalmente, e escolher 2 dias para reduzir a quantidade de calorias para cerca de 500 por dia. 

Cuidados com o jejum intermitente 

Embora seja muito popular e apresente benefícios para a saúde, a prática do jejum intermitente não deve ser realizada por qualquer pessoa. Por isso, antes de optar por esta dieta é necessário consultar antes um profissional da saúde para a devida orientação. 

Grávidas, lactantes, diabéticos, idosos, crianças e adolescentes, hipertensos, pessoas com histórico de distúrbios alimentares, portadores de doenças crônicas e aqueles que possuem alguma condição que exija atenção aos níveis de açúcar no sangue, devem ficar longe desse tipo de dieta. Longos períodos de jejum podem resultar em hipoglicemia, que é a queda vertiginosa das taxas de açúcar no sangue. Daí, surgem sintomas como tontura, palidez e confusão mental. 

Existem diversos grupos de pessoas que podem sofrer com esses efeitos negativos do jejum. Portanto, não coloque sua saúde em risco. Consulte um médico. 

Vai fazer jejum intermitente? Aposte em Konjac! 

Se você quer começar a fazer jejum intermitente, apostar em alimentos como o Konjac é uma ótima ideia! Afinal, eles garantem mais saciedade e uma ingestão equilibrada de calorias, o que é excelente para quem costuma jejuar. 

Além disso, as massas e arroz Konjac MF são ricas em fibras, possuem zero teor de carboidrato e baixo teor de calorias. São totalmente livres de gordura, glúten, sódio e lactose. Portanto, são indicadas para diversos tipos de dietas e planos alimentares. 

São 10 tipos de cortes saborosos e nutritivos que podem ser acompanhados em diversos pratos. Se você quer emagrecer, vai de Konjac! 

Clique aqui e conheça a linha de produtos Konjac MF. 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente